BIOGRAFIA

La Macchina é uma banda de Blues que respira soul. Em 10 anos de caminhada as formações da banda se sucederam com legados importantes para a sonoridade do trabalho. Gutto Ribeiro, Alvaro Rosa e Hugo Schettino conquistaram uma assinatura sonora bastante peculiar. Os músicos se sucedem, mas a relação de pertencimento não se vai. Todos se tornam integrantes honorários. O que sempre permaneceu é a forte influência de Eric Clapton, Stevie Wonder, Ray Charles, Etta James, Joe Cocker e outras mentes brilhantes.

O trabalho autoral teve o seu primeiro registro em 2016. Em 2018 o single “”Devil Lives on Details” foi gravado ao vivo para registrar a sonoridade do ambiente. Uma espécie de “sujeira” intencional. Uma espécie de transpiração.

O Blues Repaginado. É como os rapazes se referem à sua música nos dias de hoje. As interferências do soul, por vezes do jazz, por outras do rock n roll, trouxeram um tempero bastante característico à música da banda brasileira.

Em 2019 a banda registra sua primeira década de caminhada com outro single inédito. “Shooting Star” traz a noite de lua cheia e o desapego. O devaneio de apenas desejar boas coisas sem necessariamente possuí-las.

Enfim. A sonoridade continua se transformando como um organismo vivo. Ouvir La Macchina passa muito pelo deleite de observar nuances e transformações.

Você é assessor de imprensa?